Chiclete com Banana - Discografia

Discografia


Pra te espiar
 
Eu dou a volta no seu muro
 
Eu pulo seu muro
 
Pra te encontrar
 
Eu dou a volta no seu mundo
 
Eu mudo seu mundo
 
Faço o que quiser de brincadeira
 
Carrossel no céu, selva branca
 
E nascer em cada 
 
Estrela a novidade
 
Que o muro do seu
 
Mundo era saudade
 
Porque não dizer
 
posso derreter
 
Moranguinho no copinho
 
Esperando por você
 
Quanto mais sorvete
 
Quero seu calor
 
Quanto mais desejos de amor
 
Quanto mais desejo
 
Quero o seu calor
 
Quanto mais sorvete de amor


Plantei bananeira no meu quintal
 
Lá da martinica banana real
 
Banana nanica podia crescer
 
Na terra da prata
 
Meu ouro é você (bis)
 
Chiclete na caixa banana no cacho
 
Menina no Nana Banana eu te acho
 
Preciso te ver, dançar com você
 
Pra enlouquecer
 
E poder gritar Te amo!
 
Nana nana ae nana nana
 
Nana ae nana nana
 
Nana nana banana (bis)
 
Plantei bananeira no meu quintal
 
Lá da martinica banana real
 
Banana nanica podia crescer
 
Na terra da prata 
 
Meu ouro é você
 
Chiclete na caixa banana no cacho
 
Menina no Nanabanana eu te acho
 
Preciso te ver, dançar com você
 
Pra enlouquecer
 
E poder gritar Te amo!
 
Nana nana ae nana nana
 
Nana ae nana nana
 
Nana nana banana (bis)
 
Plantei bananeira no meu quintal
 
Lá da martinica banana real
 
Banana nanica podia crescer
 
Na terra da prata 
 
Meu ouro é você (bis)
 
Chiclete na caixa banana no cacho
 
Menina no Nanabanana eu te acho
 
Preciso te ver, dançar com você
 
Pra enlouquecer
 
E poder gritar Te amo!
 
Nana nana ae nana nana
 
Nana ae nana nana
 
Nana nana banana (bis)


Ê o amor
 
O camaleão se apaixonou
 
Trocou sua pele sensual e colorida
 
Pra ficar mais bonito na avenida
 
E daí meu bem
 
Você pode gritar
 
Ah! Que beijo bom
 
Meu amor só você vai me dar
 
Ê ê eu quero levar
 
Você
 
Pra mim
 
Tu és a linda flor
 
Hoje eu vou te amar
 
Dê um grito aí
 
Faça a festa pra valer, lelê
 
Quero ver você dançar
 
Quero relaxar e responder
 
Te amo eu te amo!


Posso sentir
 
Chego a tocar na sua mão
 
Cantar, cantar a beleza da vida
 
Me faz querer seu coração
 
Porque será
 
Que a noite é tão linda como você
 
Olhar o mar e os mistérios da lua
 
E deixar tudo acontecer
 
Daqui do alto, eu te vejo
 
Daqui do alto, eu te desejo
 
Daqui do alto, eu te quero
 
Daqui do alto, me desespero
 
Menina, me dá seu amor
 
Ai, ai, ai, ai, ai
 
Madrugada já clareou
 
Clareou, iou, ou
 
Clareou, iou, ou
 
Parece que tudo termina em carinho
 
Você é tão linda e eu tão sozinho
 
A onda te trouxe, sereia do mar
 
Pricesa do céu, quero namorar


Me diga quem é que já vem
 
Balançando com jeito moleque
 
Me diga quem é que está 
 
Suingando ao som do Chiclete
 
Espalhando alegria de noite,
 
De dia, esse jeito de amar
 
Nessa onda, morena, 
 
Eu vou te levar
 
Na pele dourada
 
Um beijo de fada 
 
Suspiro de amor
 
Sorriso maneiro no peito 
 
Faceiro guardado na cor
 
De onde vem este canto que
 
Canta e que mexe
 
Essa massa legal?
 
Vem correndo, me abraça... 
 
A alegria é geral!
 
Ô, Nana, ê, vem bananear, ê, ô,
 
Vem bananear, ê, á,
 
Vem Nanã, Naná,
 
Ô, Nana, ê, vem bananear, ê, ô,
 
Vem bananear, ê, á,


Quem me dera ter um barco novo?
 
Pescar peixe na Bahia
 
Sem a sua companhia, meu rei
 
Jogar o anzol nesta praia
 
Jogar o anzol, saia da malha
 
É federal, mormaço de praia
 
Cara de pau, é o rei da gandaia
 
U, tê, rê, rê,
 
Trá, lá, lá
 
U, tê, rê, rê,
 
Trá, lá, lá
 
Suba essa escada 
 
Que eu não conto a ninguém
 
Se vista de pantera 
 
Se descubra, neném
 
U, tê, rê, rê,
 
Trá, lá, lá
 
U, tê, rê, rê,
 
Trá, lá, lá
 
Alô, Durvalino, meu rei
 
Pegue essa onda 
 
Deixe de milonga
 
Que eu quero é dançar (bis)


Fecho os olhos 
 
Pra não ver passar o tempo
 
Sinto falta de você
 
Anjo bom 
 
Amor perfeito do meu peito
 
Sem você não sei viver
 
Então vem
 
Que eu conto os dias 
 
Conto as horas pra te ver
 
Eu não consigo te esquecer
 
Cada minuto é muito tempo 
 
Sem você, sem você
 
Os minutos vão 
 
Passando lentamente
 
Não tem hora pra chegar
 
Até quando te querendo
 
Te amando
 
Coração quer
 
Te encontrar
 
Então vem,
 
Que nos meus braços 
 
Esse amor é uma canção
 
Eu não consigo te esquecer
 
Cada minuto é muito tempo
 
Sem você, sem você...
 
Eu não vou saber
 
Me acostumar
 
Sem teu olhar 
 
Pra me entender
 
Sem teu carinho
 
Amor, sem você
 
Vem me tirar da solidão
 
Fazer feliz meu coração
 
Já não importa quem errou
 
O que passou, passou
 
Então vem


Chi cle te
 
Oba oba
 
Chi cle te
 
Oba oba
 
Chi cle te
 
Oba oba
 
Chiclete,chiclete quero chiclete
 
Chiclete,chiclete quero chiclete
 
Chiclete,chiclete quero chiclete
 
Chiclete pra grudar no seu ouvido
 
Chiclete pra tocar no coração
 
Chiclete na boca pra mim é vício
 
Chiclete pra ficar amarradão
 
Chiclete pra grudar no seu juízo
 
Chiclete pra colar nossa paixão
 
Chiclete sem banana é prejuízo
 
Alô galera é chicletão
 
Náo é lambada, não é.
 
Não é merengue não é.
 
Sabe qual é, qual é, qual é
 
Chiclete com banana
 
Chi cle te
 
Oba oba
 
Chi cle te
 
Oba oba


A lua nova
 
É uma nova menina
 
O amor é puro mel
 
Germinando em gotas azuis
 
Cintilando na íris do céu
 
Plantando lume
 
Semeando um novo fruto
 
Que alimenta uma nova visão
 
Sue ilumine cada coração
 
Lua ensina um canto novo
 
Que tenha a cor do povo
 
Um banho de luar
 
Lua espalha energia
 
Que os raios da alegria
 
Virão te ouvir cantar 
 
No fogo desse amor
 
Tiete do Chiclete
 
Maluquete, de quem você é tiéte?
 
Eu sou, sou tiéte do Chiclete
 
Maluquete, de quem você é tiéte?
 
Eu sou, sou tiéte do Chiclete
 
Eu sou a neta da Chiquita Bacana
 
A fim de loucuras mil
 
Pernanbucana, carioca
 
Mineira, baiana
 
Mechendo atrás do trio
 
Maluquete, de quem você é tiéte?
 
Eu sou, sou tiéte do Chiclete
 
Maluquete, de quem você é tiéte?
 
Eu sou, sou tiéte do Chiclete
 
Sou natural de Feira de Santana
 
Sou lá do Rio uma gatinha no cio
 
Sou paulistana uma nuvem cigana
 
De Jequié? Qual é, qual é, qual é?
 
Sou natural lá de Maragogipe
 
Sou alto-astral lá em Itajuípe
 
Sou luxo só lá em Maceió
 
De Jequié? 
 
Qual é, qual é, qual é?
 
Sementes
 
Sementes de cores vivas
 
Que acendem novas recordações
 
E o vento solta faíscas
 
Bordando belas constelações
 
Que rondam o céu
 
E o coração
 
Enbalançando-se nas 
 
Ondas de um baião
 
Licor de mel
 
Doce canção
 
Animando o carrossel
 
No luar do meu sertão
 
Deixa que o fogo 
 
Semeia na escuridão
 
O amor, uô, uô, ô (bis)
 
Somente se fores vivo
 
Verás as cores desses balões
 
Que fingem-se de estrelas 
 
Bailando livre com seus clarões
 
E se descer
 
Estende a mão
 
Quem sabe o fogo
 
Ilumine a escuridão
 
Não vai doer
 
Não diga não
 
O fogo é pra derreter
 
O gelo do coração
 
Deixa que o fogo
 
Semei na escuridão
 
O amor uô, uô, ô


Pererê Pererê Parabadá
 
Pererê Pererê Paramauêra
 
Pererê Pererê Paramauêbadá
 
Samba Sem Pandeiro
 
Selva Sem Leão
 
Novela Sem Beijo
 
Vatapá Sem Camarão
 
Rio De Janeiro Sem Copacabana
 
Se É Festa Tem Que Ter
 
Chiclete Com Banana
 
Chiclete Com Banana
 
Dancei De Graça
 
Comi Feijão Sem Farinha
 
Pra Fazer Love
 
Tem Que Ter A Camisinha
 
Canjica Sem Milho
 
Sem Você Camaleão
 
Banana Sem Chiclete
 
Não Tem Gosto Não
 
Lá Em São Paulo
 
A Noite Tem Que Ter Garoa
 
E Pro Gaúcho
 
Chimarrão Vai Numa Boa
 
Se São João A Gente
 
Tem Que Ouvir Sanfona
 
Se É Festa Tem Que Ter
 
Chiclete Com Banana
 
Tem Que Ter Tem Que Ter 
 
Chiclete Com Banana (bis)


Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê... (bis)
 
O broto reclamando da vida
 
E a cara feia do patrão
 
Entrar no beco sem saída
 
Saindo pela contra-mão
 
A prestação já está vencida
 
E a televisão quebrou
 
E lá vou eu pro fim da fila
 
Atrás do cheque que voltou
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê... (bis)
 
A cigana um dia me falou
 
Que tudo vai dar certo, meu amor
 
Será que a cigana tem razão
 
Será que leu errado a minha mão
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê, cidadão!
 
Fazer o quê... (bis)


Cabelo Raspadinho
 
Estilo Ronaldinho
 
Cabelo pintado ou V-O 
 
Cabelo embaraçado, encaracolado
 
Rastafari, Rock`n Roll
 
Tranqüilidade na cabeça,
 
Quem é da paz tem sangue bom
 
É do cabelo à raiz, é da cabeça feliz
 
Fazer a paz, fazer amor, fazer o som
 
É do cabelo à raiz, é da cabeça feliz
 
Fazer a paz, fazer amor, fazer o som
 
Qual é a sua, meu rei
 
Eu só quero passar
 
Bota a mão na cabeça 
 
E deixe o corpo rodar
 
Eu quero ouvir o índio, cantando
 
Fumando o cachimbo da paz
 
E a sua cabeleira, que beleza
 
É xik , xik , xik demais


Um beijo em você eu quero dar
 
Saudade presa no meu coração
 
Eu ando louco alucinado
 
Muito doido e apaixonado por você
 
É pena que esse amor
 
Não possa mais voltar
 
É pena que esse amor
 
Não vá poder se eternizar
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Que lindo, ficou pra trás
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Que pena, ficou pra trás
 
Faz tanto tempo que eu te conheco
 
Mas você mudou comigo
 
Faz tanto tempo que eu te conheco
 
Mas você mudou comigo
 
Minha flor bonita, minha linda flor
 
Minha flor bonita, minha linda flor
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Foi lindo, ficou pra trás
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Que pena, ficou pra trás
 
Um beijo em você eu quero dar
 
Saudade presa no meu coração
 
Eu ando louco alucinado
 
Muito doido e apaixonado por você
 
É pena que esse amor
 
Não possa mais voltar
 
É pena que esse amor
 
Não vá poder se eternizar
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Que lindo, ficou pra trás
 
Então diga que valeu
 
O nosso amor valeu demais
 
Que pena, ficou pra trás


Dança, Muzenza
 
Minha musa
 
"Vamu Simbora"
 
Nesse samba
 
Emu gé gé
 
Emu gé gé
 
Emu gé gé
 
Chiclete com Banana
 
Chiclete com Maria
 
Chiclete com Bahia
 
Chiclete com Baiana
 
Chiclete com Juliana
 
Chiclete com Brown
 
Chiclete com Durval
 
Chiclete com Ivete
 
Chiclete com Chiclete
 
Emu gé gé
 
Emu gé gé
 
Emu gé gé.


Paaa, eô
 
Pararararará, eô
 
Pararararará, eô
 
Pararararará (bis)
 
Amor, que saudade de você
 
Vem me ensina a perceber
 
Os segredos desse amor
 
Pequena, quero tanto te dizer
 
Que eu não vivo sem você um segundo
 
É você que faz virar meu mundo
 
Bota fogo na minha vida
 
Prá aquecer meu coração
 
Já não temos mais saída
 
Não me diga não
 
Prá ficar tudo perfeito
 
Vem viver essa paixão
 
Uma andorinha só
 
Não faz verão
 
Voa Voa
 
Vôa vôa
 
Vem direto pros meus braços
 
Quero ter os seus amassos
 
Vem voando pra me ver
 
Vôa vôa
 
Vem voando pro seu ninho
 
Pois ninguém vive sozinho
 
Eu não vivo sem você
 
Paaa...