Chiclete com Banana - Discografia

Discografia


sinto um desejo tão belo
 
que hoje eu não quero
 
por nada no mundo deixar
 
na madrugada te quero
 
na noite e no dia
 
e sede de amar
 
gosto de voce amor
 
como é bom te ver
 
dona dos meus desejos
 
vem que te quero
 
ai amor
 
me dá um beijo beija flor
 
tanto te espero louco amor
 
me leva contigo
 
espera que eu vou
 
pingos de chuva
 
que lavam o seu rosto de mel
 
sao gotas pra te molhar
 
sem essa de cara amarrada
 
se tudo esta certo
 
eu vou te amar
 
gosto de voce amor
 
como é bom te ver
 
dona dos meus desejos
 
durante o ano
 
é lindo ter voc6e doce princesa
 
futuro e nada podem acontecer
 
bela beleza
 
vem que te quero ...


Por trás dessa alegria
 
Tem segredo guardado
 
Com brilho de paixão
 
Em cada esquina
 
Em cada gosto
 
Em cada rosto
 
Solto na multidão
 
Você vem de lá com chiclete na boca
 
E diz: eu canto todas!
 
Você vem de lá requebrando doida
 
E eu: eu tomo todas!
 
Só pra te encarar nesse sol de verão
 
Ô ô ô ô
 
Eu sou Camaleão e você é meu amor
 
Ô ô ô ô
 
Chiclete com Banana é rock and roll em Salvador
 
Olhando teu sorriso
 
Vejo um tesouro sagrado
 
Que é pura sedução
 
Só pelas ruas
 
Só em teus braços
 
Só teu abraço
 
Faz bem pro meu coração


Vem amor, me dê a mão, 
 
vem fugir pr`aquela estrela
 
E deixe a dor do coração 
 
não passar de brincadeira
 
Você é um pecado do Bolero de Ravel
 
E a beleza do mar beijando o céu
 
Navego à toa numa boa, navego no seu doce sorriso
 
Com os seus segredos, com os seus delírios
 
Me alucina em saber que um dia
 
Em seus braços eu posso voar
 
E ainda molhar seus cabelos com 
 
O perfume da água do mar aiaiai
 
Pode ser aiaiai que esse amor 
 
Seja o mais doce sofrimento
 
Não me faça infeliz nesse momento
 
Que o ciúme é próprio do amor
 
Pode ser aiaiai que o amor nunca 
 
Tenha feito parte da sua vida
 
Mas te peço uma chance, querida
 
Todo espinho é parte da sua flor


Vista sua saia bem rodada
 
Com a blusa levantada
 
Que lá vem a batucada
 
Levantar poeira, eira
 
Eu quero fazer muita zoada
 
Se a noite é enluarada
 
Bota a lenha na fogueira
 
Que hoje eu vou de gueixa, gueixa
 
Lua, venha só pra me ver
 
Rua, palco luz das estrelas
 
Gueixa, só quero se seguir
 
Deixe o meu amor te penetrar
 
Deixe o meu amor te penetrar
 
Desse jeito é que eu vou te amar
 
Desse jeito é que eu vou te amar
 
Eu sabia que você vinha
 
Eu sabia que você vinha
 
Amor, pra me buscar
 
Pra namorar, pra namorar


Me pegue se quiser
 
Me leve se puder ô ô
 
Meu amor, não quero mais
 
Você tem que me entender
 
Eu não vivo pra você, viu?
 
Hoje não
 
Hoje não, não, não, não
 
Hoje não
 
Minha vida é como estrela
 
Que acende e apaga os corações
 
E as paixões
 
Paixão sem tesão
 
Que rola pelo sim e pelo não
 
Num aperto de mão
 
Num olhar sem expressão
 
Que viveu como num conto de fadas
 
As mudanças do padrão
 
Romance não é moda antiga não
 
Não, não, não... é não
 
É bom saber que você não me ama
 
Tanta coisa aconteceu
 
Com o coração
 
A liberdade conquistou
 
Revolução sexual amor
 
A timidez admitiu os meus desejos
 
Dessa nova paixão
 
Dessa nova paixão
 
Romance não é moda antiga não


Foi o mar, foi o mar, foi o mar
 
Que te trouxe aqui, amor, e vai me levar
 
Foi o mar, foi o mar, foi o mar
 
Que te trouxe aqui, amor, e vai me levar
 
Quero que seja... sincera
 
Por favor, me diga... que espera
 
Quem vem de lá
 
Vem tocando prá valer
 
Segure agora que o Apache vai bater!
 
Foi o mar, foi o mar, foi o mar
 
Que te trouxe aqui, amor, e vai me levar
 
Foi o mar, foi o mar, foi o mar
 
Olhe pra ela
 
Veja só que índia bela
 
Bela e que seduz
 
Todo o fulgor da luz
 
Nunca vi mais bela
 
Soberana e delicada
 
Como a flor do Girassol
 
Sou feliz a cantar
 
Eu sou o rei
 
O rei dessa festa
 
Minha musa é você
 
Se embola nos meus braços
 
Eu sou o rei
 
Pra que tanta pressa
 
Se o Apache vai encher
 
Os meus sonhos de amor


Gosto muito do amor que sinto
 
Do sol, da terra, do calor da vida
 
Vida que brilha, que possibilita
 
Viver outra vez
 
Essa paixão ô, ô, ô, ô
 
No coração ô, ô, ô, ô
 
Quero tanto, simplesmente
 
Teu canto, minha flor de lis
 
Luz da vida, por favor
 
Abre a janela e me faz feliz
 
É bom demais, é bom demais
 
É bom demais, é bom demais
 
Te ver outra vez
 
É bom demais
 
Branca lua (lua) me espere
 
Traga o céu pra perto desse amor
 
Pouco a pouco, carinhosa
 
Nessa fissura eu quero lhe beijar


Demorou mas chegou a hora
 
Estava pronto pra te encontrar
 
Toda linda maravilhosa
 
Mais que dengosa a me provocar
 
Pele linda de porcelana
 
Obra de arte do Caribé
 
Pagodeira na quebradeira
 
Cintura louca que dá no pé
 
Selvagem Camaleoa
 
Me ganha
 
Selvagem não chora à toa
 
Arranha


Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
Vou pra Bahia, vou levar você
 
No sol da Bahia a gente deita e rola
 
Sambaê, sambaê
 
Andar com fé só na terra do axé
 
Sambaê, sambaê
 
Pai Oxalá tá protegendo você, mãe
 
Sambaê, sambaê
 
Chiclete com Banana fazendo você mexer
 
Sambaê, sambaê
 
Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
Vou pra Campina Grande, vou levar você
 
Lá no Spazzio a gente deita e rola
 
Sambaê, sambaê
 
Vitória da Conquista no Massicas vou te ver
 
Sambaê, sambaê
 
São Paulo é samba no berço da madrugada
 
Sambaê, sambaê
 
Rio de Janeiro nos encantos do prazer
 
Sambaê, sambaê
 
Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
Vou pra Recife, eu vou levar você
 
Lá em Recife a gente deita e rola
 
Sambaê, sambaê
 
Lá tem Capiba no frevo da Frevioca
 
Sambaê, sambaê
 
Alceu Valença canta pra você, mãe
 
Sambaê, sambaê
 
Linda Olinda no Batata vou te ver
 
Sambaê, sambaê
 
Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
Eu vou pra Fortaleza, vou levar você
 
No Sirigüella a gente deita e rola
 
Sambaê, sambaê
 
Galera de Ilhéus vai botar pra derreter
 
Sambaê, sambaê
 
Lá em Natal o teu desejo me alucina
 
Sambaê, sambaê
 
Lá em Brasília tô de olho em você
 
Sambaê, sambaê
 
Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
Eu vou pra Minas vou levar você
 
Menina linda do cateretê
 
Nosso Brasil tem um alto astral
 
Cante comigo este meu sambaê
 
De bem com a vida eu quero te ver


Me diga quem é que já vem balançando com jeito moleque
 
Me diga quem é que está suingando ao som do Chiclete
 
Espalhando alegria de noite, de dia, esse jeito de amar
 
Nessa onda, morena, eu vou te levar
 
Na pele dourada, um beijo de fada, suspiro de amor
 
Sorriso maneiro no peito faceiro guardado na cor
 
De onde vem este canto que canta e que mexe essa massa legal?
 
Vem correndo, me abraça... a alegria é geral!
 
Ô , Nana, ê, vem bananear, ê, ô,
 
Vem bananear, ê, á,
 
Vem Nanã, Naná,
 
Ô , Nana, ê, vem bananear, ê, ô,
 
Vem bananear, ê, á,


Pode chover, relampejar, trovão roncar
 
Raio cair, mas eu chego aí
 
Pra te ver, pra paquerar você
 
Pra te ver, pra paquerar
 
Não me castigue, natureza
 
Me perdoa, por favor
 
É que eu tô com tanta sede
 
Muita saudade do meu amor
 
Ah! Você me beija legal
 
Você é tão sensual
 
Eu nunca vi nada igual, não
 
Balança a roseira