Chiclete com Banana - Discografia

Discografia


Flor da manhã
Feiticeira dourada do mar
Delicado papel de maçã, perigos no olhar
Fonte de amor
Lua negra no azul do verão
Bailarina de puro calor, no meu coração
 
 
Lua brilhou desvendando a louca magia
Do perfume forte da alegria
Lua girou e o amor virou fantasia
Para que assim eu pudesse te amar
E mergulhar na vida
Eternizando os sonhos de um momento
Poesia que o vento irradia pra você sonhar
e ser do som o sol da harmonia
a estrela guia da nova visão
depois da chuva nasce a energia
de um arco-íris
na iris do ar
 


O sol brilhou
No Ylê Aiyê
E um lamento ao vento
Fez cantar
Toda essa nação malê
Vem pro terreiro festejar
 
 
Pois a força
De um povo e seu canto
(Ylê Aiyê)
pois o brilho de um povo
é poder dançar (ijêxá)
 
 
palmas ecoam num brilho
de rara beleza (Ylê Aiyê)
no movimento do corpo
profunda riqueza (Ylê Aiyê)
 
 
nos braços da mãe Oxum
na benção de Oxalá
poder cantar
 


Êta menina de canto nagô
Vem da Nigéria cantando afoxé
todas magia seu povo cantou
é s a rainha eterna mulher
 
 
com toda alegria eu canto meu povo
entoa com fé esse canto de novo
 
 
pra iluminar a nossa terra vem pai Oxalá
pra iluminar a nossa terra vem pai Oxalá
Trazendo seu corpo com ginga de amor
Requebra menina que o canto é nagô
Morena brejeira me enfeitiçou
Me mostra o veneno que traz essa cor
 


Som rastafari
Yê, yê babá (Jamaica)
Yê Bob Marley
Oxum babá (Jamaica)
 
 
Num toque de puro prazer
Dança bonito
O nego malê
Um toque ijêxá
Em Salvador
Gêge nagô.
 


No lume da fogueira
De uma noite de forró
Pé e chão, chão e pó
Se amam como as estrelas
No azul do arrebol paixão
Acesa como a luz do sol
 
 
Ting, ling, ling, ling
Toca o triângulo a noite inteira
Amor batendo no meu coração
Ting, ling, ling, ling
Bate saudade derradeira
Calor que vai ao céu em um balão
Voa meu balão, na solidão desse luar
 
 
Hoje é são joão, nossa alegria é ver você voar
Ô...ô...ô...chega meu povo
Que o forró já começou
Ô...ô...ô...chega meu povo
Que o forró já começou.
 


 
Fui pescador e até imperador
só pra chamar sua atenção
foi de pirata que eu te abracei
 
 
e roubei teu coração
de Aladim pedi ao gênio
pra você gostar de mim
de arlequim senti teu corpo
muito louco, muito afim
 
 
quero outro beijo melado de açucar
tô fissurado por isso, maluca
são 25 anos de paz no bloco "Os Internacionais"
morena, me dá um cheiro oh..oh..oh..
e depois eu te dou meu amor.
 


A lua nova
é uma nova menina
o amor é puro mel
germinando em gotas azuis
cintilando na íris do céu
plantando lume
semeando um novo fruto
que alimenta uma nova visão
que ilumine cada coração
 
 
lua ensina um canto novo
que tenha a cor do povo
um banho de luar
lua espalha energia
que os raios da alegria
virão te ouvir cantar no fogo desse amor
 


A maluquete tá querendo deboche
Deboche, maluquete deboche (bis)
Jogando o corpo prá lá
Jogando o corpo pra cá
Hum...hum...hum...
Remexendo o bum-bum
 
 
Beija ela pra ver
Se ela quer mexer
Se ela quer prazer
 
 
Ela quer fazer amor em Alagoinhas
E andou fazendo a cabeça lá em Serrinha
Ela ficou coisa fina em Jacobina
Cuidado garota que nesse barato você se alucina
 
 
Ela é fruto maduro em Porto Seguro
Cravo, canela e mel no sol de Ilhéus
Ela prepara armadilha no sul da ilha
E todo verão no Farol da Barra só ela que brilha
 


Meu coração é uma fogueira
Queimando em gotas de canção
No ventre da noite
Solto no luar da imensidão
Filhos da força e da beleza
Brincando de roda no salão
Mirando as estrelas
Que derramam cores pelo chão
 
 
Lindo é cantar na raiz
E ver o povo feliz
 
 
Nas mãos da fantasia
Nas águas da alegria
Que desaguam no luar
 
 
Vem ver o céu a deusa nua
Vem ver o amor mirando a lua